Museu da Ci�ncia - Universidade de Coimbra

O "X" do raio

No dia 8 de Novembro de 1895 ocorreu uma importante descoberta científica que revolucionou os campos da física e da medicina e teve um impacto imediato na sociedade: a descoberta da radiação X. Nas suas experiências com tubos de raios catódicos (feixe de electrões) Wilhelm Konrad von Röntgen (1845-1923) descobre uma nova radiação que, por desconhecer a sua origem, denominou «Raios X».

Em menos de um ano, as potencialidades dos «Raios X», enquanto objeto de diagnóstico e terapia, eram aclamadas mundialmente, principalmente no campo da imagem médica. Em Portugal, foi na Universidade de Coimbra que Henrique Teixeira Bastos (1861-1943) (diretor do Gabinete de Física) utilizando os instrumentos com os quais convivia quotidianamente, obteve as primeiras imagens radiográficas. O desenvolvimento do raio X, enquanto tecnologia não invasiva e representação direta dos corpos vivos para além da pele, tiveram repercussões e apropriações que extravasam o campo da ciência e que chegam à atualidade: desde a literatura, à publicidade, ao cinema, ou como objeto de controlo policial.


Mais informações

Local: Loja do Turismo da UC [ed. Colégio de Jesus]


Apoio:

Eventos relacionados


Objeto do mês - 2022
1 de Janeiro a 31 de Dezembro, 2022

Os hemisférios de Magdeburgo
1 a 28 de Fevereiro, 2022

A Pilha de Volta
1 a 31 de Março, 2022

Uma concha de Nautilus
1 a 30 de Abril, 2022

Leopardo, um verdadeiro atleta
1 a 31 de Maio, 2022

O Microscópio de Jacob de Castro Sarmento
1 a 30 de Junho, 2022

Em busca da Vaca-ruiva “perdida”
1 a 31 de Julho, 2022

Um Bastão de Autoridade
1 a 31 de Agosto, 2022

O Côco das Seicheles
1 a 30 de Setembro, 2022

O analisador de som de Rudolph Koenig
1 a 31 de Outubro, 2022

MÁSCARA JURUPIXUNA
1 a 30 de Novembro, 2022