Museu da Ci�ncia - Universidade de Coimbra
Exposição Temporária

1 a 30 de Junho, 2020

Tucano-de-bico-preto

Conhecidos pelos seus bicos longos e colorido singular, os tucanos são considerados uma das aves selvagens mais belas.

Ramphastos vitellinus ariel (Vigors, 1826) é uma subespécie cujo habitat natural são florestas tropicais, com a distribuição em parte da Floresta Amazónica e em parte da Mata Atlântica, especialmente na costa Sudeste do Brasil. As populações vivem geralmente em florestas densas, mas alguns indivíduos são vistos frequentemente em centros urbanos, onde a floresta adentra.

Popularmente conhecida como tucano-de-bico-preto, esta ave mede cerca de cinquenta centímetros de comprimento, possui plumagem preta, e peito vermelho e amarelo. Numa parte da Amazónia, na bacia do rio Guaporé, perto da fronteira com a Bolívia, onde as frutas nas árvores são mais escassas, a cor do seu papo modificou-se de amarelo para branco, o que lhe permite frequentar a mesma árvore de um rival semelhante de uma outra espécie de maior porte, um caso raro de mimetismo.

Alimentam-se geralmente de frutas e sementes, e comem também insetos e pequenas presas, como lagartixas e rãs.

Está ameaçada de extinção na natureza e o seu estado de conservação é classificado como vulnerável, de acordo com a União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN). Há já registos de extinções em determinados locais, principalmente pela destruição do seu habitat natural.

Este exemplar foi recolhido no Rio de Janeiro e fez parte da coleção de aves do naturalista brasileiro Luís António Alves de Carvalho (primo de António Augusto Carvalho Monteiro, conhecido por “Carvalho dos Milhões”). Foi oferecido ao Museu da Universidade de Coimbra em 1899.

 

Ramphastos vitellinus ariel (Vigors, 1826)
ZOO.0002164
Rio de Janeiro, Luís António Alves de Carvalho, 1899

Mais informações

Local: Átrio do Laboratório Chimico (atualmente apenas uma exposição virtual)

Horário: 10H00 - 18H00

Entrada livre

Apoio:

Eventos relacionados


Objeto do mês
1 de Março a 31 de Dezembro, 2020

Borla do Dr. Arthur Exell
1 a 31 de Março, 2020

Casa do Trovão
1 a 30 de Abril, 2020

Uma Raposa Académica
1 a 31 de Maio, 2020

Bilobites da Livraria do Mondego
1 a 31 de Julho, 2020

O monge meteorologista
1 a 31 de Agosto, 2020

Os carismáticos coalas
1 a 30 de Setembro, 2020